smartphones brasil

Semana passada criei aqui uma uma coluna periódica chamada “colher de chá”, com esclarecimentos básicos para iniciantes, começando por “O que é Android Market?”. Isso para atender a uma multidão de recém-chegados nessa praia das tecnologias móveis que, quando passam a se interessar pelo assunto, só se deparam com informação para usuários avançados. Sim, e os “novatos” são muitos, tendo em vista que o mercado de smartphones se encontra em explosão no Brasil. Já são em torno de 19 milhões o número estimado de smartphones, o que corresponde a 9% dos celulares ativos no país.

Para ter uma idéia de como esse crescimento é indicado por uma verdadeira explosão, mais da metade dos 19 milhões de smartphones que se estimam ativos hoje no país foram adquiridos nos últimos 6 meses, informação que corrobora com uma pesquisa realizada recentemente pela Nielsen.  Com isso temos um creschimento de 165% no número de usuários de smartphones no intervalo de 1 ano. E tem mais, entre as pessoas que usam celulares comuns, 44% delas pretendem adquirir um smartphone nos próximos 6 meses.

O estudo não permite concluir que, no Brasil, os smartphones chegaram às massas, pois os números são oriundos de projeções, e não de uma contagem apurada. No entanto, fica mais do que claro que o smartphone é, cada vez menos, um produto de luxo. Ele passa a entrar de fato no cotidiano das pessoas e está à disposição de usuários de classe média baixa.

Outro aspecto interessante da pesquisa é que entre os feature phones relacionados, boa parte deles possui sintonziador de TV, ou seja, são muito provalmente aqueles modelos xing ling que, embora não sejam smartphones, oferecem acesso à internet via WiFi e às vezes até por 3G. Dessa maneira, o número de dispositivos móveis conectados à rede é ainda maior do que simplesmente o número de smarftphones.

Isso indica um número já grande e crescente de dispositivos móveis conectados, com a possibilidade de navegar pela web, ler notícias, interagir com redes sociais e etc. Dessa forma, é preciso que os sites, cada vez mais, forneçam conteúdo para esses recém chegados, além de manterem o layout adaptado para o acesso a partir de smartphones. É uma demanda da internet para o momento atual que precisa ser atendida antes de mais nada.

Com informações: The Next Web

Categorias: Mercado / Tags , , , , .

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>