no bullshit

Estamos de volta com aquela rabugice que me é característica. Eventos recentes me trouxeram outros planos e o blog passou por um período de inatividade. Não estive completamente desligado dos assuntos aqui tratados. Apenas fui acometido por uma aversão à maneira exaustiva como esses temas nos ocupam nos dias atuais.

O problema é maneira de se produzir conteúdo sobre tecnologia online. Hoje qualquer porcaria vira “pauta”. Se o Twitter muda as linhas do desenho daquele passarinho usado na marca, tem que ter gente para escrever sobre isso em todos os sites “de tecnologia”. Os grandes sites mantém o hábito de escrever um artigo sobre cada novo “doodle”, aquela logo interativa que o Google usa em datas especiais. Tem que ter gônadas de aço pra tanto besteirol.

Há dias venho “folheando” os sites nacionais e internacionais e pensando: será que alguém se importa mesmo com tanta besteira? Tirando os designers gráficos profissionais, quem se importa com as linhas daquela merda de passarinho? Quem quer ler um artigo sobre um doodle que permite tocar teclado ou descabelar um palhaço?

O que temos de relevante por esses dias? O Windows 8 está na ponta da agulha e os tablets equipados com o sistema estão começando a ser anunciados. Isso é ótimo, sem dúvida. A Microsoft tem uma estratégia de convergência que poderá oferecer algo muito interessante para os usuários a partir da nova versão do Windows, até porque o sistema operacional rodando no tablet será o mesmo dos PCs e notebooks. Dessa vez a alternância entre a interface tradicional e a Metro UI dá ao sistema uma usabilidade perfeitamente adaptável a ambas as situações.

Ah… e no Android? Continua sendo meu sistema operacional mobile de preferência, mas cá entre nós não há qualquer novidade que possa gerar muito entusiasmo. Ah, tem o Galaxy S III, o HTC One X… falando francamente, já dei as chances que estava disposto a dar aos Androids da Samsung ou de qualquer marca, com seus sistemas operacionais cheios de tranqueiras supérfluas. Pago com dinheiro do meu bolso, daqui pra frente, só Nexus.

Não vejo sentido em trocar meu Galaxy S II por um Galaxy Nexus (ou Galaxy X) a essas alturas. Por sua vez, o SGS II ainda tem fôlego pra me permitir esperar o próximo Nexus numa boa, talvez no final do ano. A partir de então, pretendo nunca mais pagar por um Android com seu sistema operacional alterado por fabricante, seja qual for.

Ah, mas e o Galaxy S III? Não, obrigado. Assisti à conferência, vi o que está sendo comentado. O novo hardware é sempre tentador para um incurável heavy user, mas Ice Cream Sandwich com Touchwiz e outras firulas supérfluas… não, obrigado!

“E os novos apps, e as dicas de apps que víamos por aqui sempre?”. Ando com a impressão de que já temos muito mais apps do que realmente utilizamos. Os que curto de verdade e que são úteis, estão comentados por aqui. Caso eu dê de cara com uma novidade interessante, é claro que ela virá para cá, mas essa necessidade de falar sobre um amontoado de apps estúpidos lançados todo santo dia faz parte dessa lógica do besteirol tecnológico com a qual resolvi romper de uma vez por todas.

Uma nova e definitiva mudança de rumo

Essa coisa de escrever sobre tecnologia para web foi algo que inventei numa tentativa de criar uma fonte de renda com liberdade para trabalhar em qualquer lugar e sem compromisso com horário, para ter uma grana no bolso na viabilização de um plano maior, de ir em busca de outra formação acadêmica. Deu certo em parte.

House-MD-Season-7-Promo-wallpaper-house-md-15185928-1440-900 (1)

Meu plano era cursar medicina numa universidade federal. A aprovação demorou um tanto mais do que eu esperava, mas veio agora. A grana que se faz escrevendo para a web sem a pretensão de ser blogueiro profissional é bem menor do que se imagina. Ou seja, perdi um bocado de cada lado, mas tenho resultados para comemorar e, no final, com os devidos ajustes, tudo dá certo.

Bom, diferente do curso que cheguei a iniciar no primeiro semestre, não irei estudar nada que guarde qualquer relação com isso aqui. Ou seja, a matéria estudada não renderá temas para o blog, evidentemente. Ademais, partirei com muita garra para compensar o tempo perdido. Minha dedicação à faculdade estará acima de qualquer coisa. Diferente daquele outro, esse será o último e definitivo curso universitário que pretendo fazer.

O blog vai acabar?

Tenho alguns leitores antigos que viraram colegas nas redes sociais e todos vêm me perguntando sobre isso. Não pretendo parar de escrever. Eu poderia ser hipócrita pra caramba e dizer que a presença de vocês, estimados leitores, é muito gratificante e me impede de abandonar isso aqui, mas na verdade a merreca que entra de monetização também será bem-vinda. Tenhamos em mente que serão muitos anos levando vida de estudante outra vez.

É claro que também curto escrever, acho interessante a interação com os leitores e gosto da temática. Acumulei muita bagagem nessa área, coisa que fica sem qualquer utilidade a não ser compartilhar por aqui.

Enfim, o blog segue com uma nova lógica. A partir do segundo semestre, mais do que nunca na vida, estarei ocupado demais para me importar com a mudança do passarinho do Twitter ou sobre o Doodle do dia. A própria enxurrada de besteirol sobre sistemas móveis e sobre Android, especulações sobre futuros modelos e etc., ficarão bem distantes daqui. Aparecendo algo que mereça realmente um comentário, arrumarei um tempinho pra postar.

Para quem gosta do blog e deseja acompanhá-lo na nova fase, mais do que nunca é recomendável assinar o RSS Feed, além de seguir os perfis nas redes sociais (no topo da coluna da direita tem todas). Também mantenho uma metralhadora giratória em funcionamento no Twitter, no perfil pessoal. “Me add lá”.

Categorias: metablogagem / Tags .

15 respostas a Intoxicação por besteirol tecnológico e uma drástica mudança de rumo

  1. Marcell Almeida disse:

    Concordo com genero número e grau quanto a intoxicação tecnologia. Pelo mesmo motivo fiquei desmotivado com o Gadget Blog e ele está inativo por muito tempo. De qualquer forma, boa sorte na nova empreitada na Universidade, a caminha vai ser longa mas com certeza vai valer a pena no final.

    []s'

  2. Não existe outra palavra a não ser "apoiado" em todos os sentidos. Partilhei de sua visão sobre cada assunto abordado de forma como se fosse eu mesmo redigindo. Espero ver mais informãções úteis como você mesmo pretende fazer. Um abraço e bons estudos.

  3. Valeu Marcell!

    Cara, minhas "escolas" nessa área foram o Anandtech e o Tomshardware. Aquilo ali são sites de tecnologia. Pra noticiário eu lia o Slashdot que nunca ficava cobrindo o lugar comum, o besteirol. Agora que a coisa foi pro "mainstream" e todo mongolóide gosta de se declarar "geek", "nerd" e o escambau, o próprio Lifehacker se transformou num entulhão de besteirol de auto-ajuda.
    Isso foi uma ficha que foi caindo com o tempo por aqui. É claro que tentei colocar o blog nessa linha "popular" pra conseguir audiência, até porque em monetização baseada em clicks, público muito instruído não clica em banner. O lance é que dá no saco, fica insuportável. Mesmo no tempo do Meio Bit, lá no começo, vez por outra eu pedia uns intervalos ao Ghedin porque tem dias em que eu nem aguento olhar os feeds internacionais, de tanta porcaria que vira "pauta".

    Valeu aí! Agora é esperar a greve das federais terminar.

    Abraço!

  4. Rodrigo Dantas disse:

    Parabéns Cara, eu também estava me afogando. Acho que chegou “ahora” tenho que definir uma meta. Você é uma cara muito inteligente hein; Sucesso.

  5. Grande Ticiano, concordo com você, e desejo muito sucesso nessa nova sua nova fase.. mas só uma curiosidade: qual será o futuro do seu blog para Windows Phone? Imagino que como a plataforma ainda não caiu no "mainstream", a monetização do blog deve ser irrelevante pra você, então, o Windows Phone Place vai acabar de vez? :-/

  6. YRCamargo disse:

    Parabéns! Muito sucesso nessa caminhada.

  7. Paulo disse:

    Mas não abandona as materias tipo Android e Karl Marx… Como dizes, materias sobre a mudança na cor da letra O do google existem aos montes (e como diz minha mãe, o que fica em monte é merda), mas materias interessantes, criticas (até mesmo ácidas) são sempre bem vindas.
    E Advogado que trabalha com TI que vai consultar/operar pacientes é algo bem unico, hein ? Boa sorte

  8. Pois é, amigos!

    Obrigado pelas congratulações e desejos de boa sorte.

    Edwilson Sousa, o problema maior do Windows Phone é que a maneira como as coisas surgem pra ele tornam um saco escrever sobre o sistema. Apps, por exemplo, saem lá fora e depois demoram um bocado a aparecer no Market Place brasileiro. Desanima pra quem quer pegar as novidades e comentar. Acabei foi vendendo o aparelho.

    Paulo, sempre que eu topar com uma ideia pra um texto desses mais inusitados, ele vem pra cá. hehehe

    Sobre essa bagunça toda que foi minha trajetória de estudo e trabalho, você tem razão. hehehe É algo que começou errado e eu demorei a consertar. Quando era moleque, ali naquela idade de fazer vestibular, prestei pra medicina na federal aqui e já estava "aprovado" em direito numa particular. Ocorreu que passei na primeira fase da medicina e, durante a segunda fase, perdi meus documentos no segundo dia e não pude fazer a prova.
    Como eu era um moleque idiota e inconsequente e não tinha muita certeza do que queria da vida, fui fazer direito, fiquei lá entretido com a parte teórica da coisa, mas no fundo nunca suportei aquilo.

    O que eu curtia era tentar ter domínio do funcionamento das coisas, entender de como tudo funciona, diagnosticar e corrigir problemas… o que eu tinha à mão pra poder dar vazão a essa vontade era a parafernália tecnológica, que é onde o autodidatismo funciona melhor.

    Fui cada vez mais me afastando do direito e me metendo com TI, mas sempre muito mais por hobby do que com objetivos profissionais, até porque eu era totalmente autodidata, sem diplomas ou certificados. Por mais que eu passasse a dominar um monte de coisas, em redes, em sistemas de automação, e etc, apenas aprendendo por conta própria, isso dificilmente viraria trabalho. Diplomas e certificados fazem falta, claro.

    Acho que o que me impedia de aproveitar a aptidão em TI pra fazer carreira é que, no fundo, eu tava caminhando pra ser um eterno recalcado por causa da história da medicina e, embora não externasse, tinha consciência disso. Foi daí que veio a ideia de tacar tudo pra cima e ir fazer vestibular de novo.

    Cara, foi um inferno. Depois dos 30 anos, você passar um período em que você não é nada. Encontra alguém por aí e "Oi, o que você faz?" Você não vai contar pra pessoa essa história toda pra ver se ela entende. Melhor dizer "ah, eu mexo com TI e escrevo sobre o assunto pra sites na internet", mas com uma puta cara de bunda ao dar essa resposta, sabe?

    O pior é que eu fiz o ENEM no começo do ano e já tinha jurado que não faria o próximo. Pela terceira vez, a porcaria do SISU estava fechando, eu tinha nota acima da nota de corte, mas quando saia o resultado eu não tinha passado. Aí me veio uma ligação agora em maio falando que a UFAM ia usar a lista de classificação pra preencher as vagas do segundo semestre. Eu tinha ficado a uma colocação de entrar, então eu era o 1º dessa lista pro segundo semestre. A mulher me perguntou se eu queria e eu cheguei a pensar que era trote.

    Ah, uma curiosidade sobre o ENEM. Quando vieram os primeiros, meu rendimento nas porcarias das provas flutuava entre 85 e 90% de acerto e eu fiquei de fora por causa da redação. Ficava difícil, na minha situação, denunciar aquela porcaria, porque parecia desculpa de fracassado. A verdade é que eu fechei redação em quase todos os concursos que fiz na vida, mas minhas notas no ENEM sempre vieram na marca da mediocridade. Muita gente diz que os corretores não leem os textos, e eu acredito bastante nessa hipótese.

    Enfim, dane-se o ENEM, pelo menos pra mim ele é passado. Se precisarem da minha ajuda pra criticá-lo, fico à disposição.

  9. Hélio disse:

    Cara, adoro o Droider não só pelo assunto (Android) como também pela forma como as coisas são abordadas por aqui.

    Nem sempre concordo com tudo, mas concordo que esses blogs de tecnologia (pelo menos os brasileiros, os que volta e meia visito e que kibam os internacionais abertamente) viraram um mar de besteirol que parece não ter fim, tudo em busca de pageviews. E no meio de tanto besteirol, ainda não vi um monte de blogs citar a polêmica em torno da UEFI que envolve a Microsoft enquanto exaltam a beleza, a agilidade e mais um monte de características do Windows 8 (claro que deve ter a ver com o fato da Microsoft volta e meia fazer publiposts nesses blogs, mas daí ignorar o assunto é assumir em parte que a linha editorial não é tão confiável e incorruptível assim, como alguns gostam sempre de colocar no próprio blog e nas redes sociais). Ou seja, falam sobre o O redesenhado da interface do Google, mas não falam de algo que pode extinguir o controle do usuário sobre o próprio hardware adquirido (também não entendo muito bem sobre a questão, mas pelo menos é o que dizem nos blogs que se propuseram a falar sobre a questão). Li inclusive num desses blogs que ignoram o assunto que o tempo para entrar no setup da UEFI seria mínimo, menor do que um segundo, tudo para iniciar o Windows 8 mais rápido. Ou seja, talvez os blogs que considero sérios não estejam errados em achar que esse é um ponto polêmico sim e que é bom divulgar. E esse é só um exemplo que lembrei de como esses blogs de tecnologia às vezes cobrem tudo, menos tecnologia e coisas realmente importantes.

    Enfim, Ticiano. Fico feliz que esteja agora alcançando o que deseja, mas por outro lado fico triste por ver o Droider ser oficialmente "deixado de lado" (inclusive até achava que o blog seria mesmo fechado ou abandonado, sempre visitava e não via nenhuma novidade). Desejo sucesso a você e com certeza terei a garantia de que quando surgir uma atualização aqui, será de qualidade.

    Só peço uma coisa: como bem sabemos, os blogs costumam lançar "notinhas" sobre os lançamentos de custom ROMs importantes, como a CyanogenMod e a MIUI (que não sei bem como funciona porque parece sempre ser atualizada, mas poderia ser dissecada a cada mudança de versão do Android, se muita coisa mudar na própria MIUI). Então queria pedir para sempre comentar sobre esses lançamentos e se possível fazer uma espécie de "review" comentando as funcionalidades acrescentadas. A CM 7.2 será lançada em breve e a 9, baseada no ICS, está em desenvolvimento. Não acompanho muito o trabalho da MIUI e não sei se há mais projetos grandes como esses dois, que abrangem um grande número de aparelhos e lançam versões verdadeiramente estáveis para esses aparelhos, mas na maioria das vezes essas ROMs são a única forma de atualizar nossos pobres aparelhos esquecidos pelas Motorolas da vida.

    Outra sugestão de post é falar sobre os launchers que mais se assemelham com o ICS. Já li uma postagem aqui sobre launchers, mas acho que essa seria mais específica, até mesmo por se tratar de algo que muitos procuram (já que os aparelhos com ICS estão sendo redesenhados pelas fabricantes) e que é difícil achar um que agrade em quase tudo. Eu conheci um somente que realmente é um launcher e não um tema e achei muito bom, se chama Holo Launcher e está lá no Market, só peca por não ter uma aba para widgets como o original, na minha opinião. Se conhecer outros e quiser fazer esse post também, acho que seria bacana.

    É isso, Ticiano. Nos vemos por aqui quando houver novidades. Um abraço, até mais!

    • Olá Hélio, obrigado pelas considerações.
      Realmente, as postagens por aqui tenderão a ficar menos frequentes, mas esses temas que você destacou me interessam bastante e deverei continuar abordando.
      Entre as custom ROMs, também tenho preferência pelo CM, ao ponto de não acompanhar muito a MIUI ROM. O problema é que o CM 9 para o SGS II engasgou na solução de uns últimos probleminhas e um deles, o da saída HDMI, iria prejudicar o uso que faço do aparelho. Não vejo a hora de estar tudo pronto pra que eu tenha a opção de largar a ROM da Samsung.

      Abraço!

  10. Ticiano, vc é amazonense?

    • Não. Estou indo pra Manaus através do ENEM. Pra cursar medicina hoje numa federal, não tem muito como você fazer finca-pé de só querer se for em determinado lugar. Você vai pra onde a sua pontuação puder levá-lo. :)

      Pra minha sorte, estive em Manaus para a matrícula e gostei bastante da cidade e já tenho até amigos por lá. A turma da medicina parece muito legal, porque tá todo mundo fora de casa mesmo. É assim nas faculdades de medicina do país inteiro. As turmas são formadas por gente de vários Estados diferentes, então você chega na faculdade e tá todo mundo no mesmo barco, precisando se ambientar, fazer amigos… Se me perguntasse, eu preferia ficar em Fortaleza. Sou enraizado aqui, tenho família, amigos, gosto daqui. Por outro lado, não estou descontente indo pra Manaus.

      • Sou do ceará também e moro em manaus há 18 anos, ja acostumei com o calor infernal sem vento da porra… já estive na mesma situação que você, sobre o tempo passando e agente não conseguindo alcançar os objetivos da vida. Eu tenho um blog também e um dia esperei viver dele, hoje o mantenho por puro hobby e o safado ainda receber 6k do google, não monetizo ele por que não gosto de ter R$ 100,00 pra receber no final do mês… enfim, seja bem vindo a Manaus e que Deus ajude você ser um excelente doutor. Acompanho o seu blog já tem um ano eu acho e sempre achei seus artigos bem profissionais, precisando de mais um amigo nessa cidade quente do carai pode contar comigo.

  11. johnhy disse:

    adoro o blog e concordo mais do que nunca sobre esse monte de besteirol…. até me canso …. mas acho que o touchwiz esta bem melhor que o android original ….

  12. Pingback: As mídias sociais e o chorume inesgotável

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>