Publicado em

Nos condomínios, as empregadas domésticas e os porteiros já tinham algo muito semelhante ao Twitter antes mesmo de se ouvir falar em internet, antes até das velhas BBSs.

Tudo era muito simples e eficiente. Se a empregada da sua casa julgava que algum assunto da sua vida renderia uma “twittada”, ela passava esse “twit” pro porteiro, que era o sujeito com maior número de “followers”, seguido pelos zeladores, por todas as outras empregadas e por um bom número de outros condôminos nessa “rede”. Se o porteiro julgasse que aquilo merecia ser “retwittado”, instantaneamente a coisa se espalhava por toda a rede. A sua intimidade nos “trending topics” do condomínio!

Categorias: Interwebs / Tags , , , , , .

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>