Publicado em

800_cp_to_homeless_110301

Um controverso projeto tocado por uma empresa de publicidade transformou 13 desabrigados em Austin, Texas, em WiFi HotSpots móveis durante o South by Southwest (SxSW) Interactive, um evento de música e de mídias digitais ocorrido no fim de semana passado.

A iniciativa gerou polêmica, sobretudo devido à frase trazida na camiseta vestida pelos participantes. “Oi, eu sou Fulano, um HotSpot 4G.” A roupa trazia também os equipamentos necessários para o compartilhamento da conexão.

Pagando um valor ao Fulano, os usuários do serviço puderam ter acesso, via WiFi, a uma rede 4G fornecida pela operadora Sprint. A recomendação era de US$ 2,00 para 15 minutos de acesso.

Se o cenário fosse o Brasil de uns 10 anos atrás, eu diria que isso era alguma sacanagem do Wagner Martins. A ideia realmente causa desconforto e nos leva a enxergá-la como um ato de desumanização do indivíduo, o que é ressaltado pela frase de impacto na camiseta.

Por outro lado, o pessoal do Venturebeat esteve no evento e resolveu abrandar a polêmica. Segundo Tom Cheredar, redator do site, os participantes não estavam cobertos de publicidade, de maneira que nenhum proveito direto da iniciativa podia ser auferido pelos organizadores. As conexões 4G utilizadas no projeto foram fornecidas, sem custos, pela operadora.

Exceto pelo buzz gerado na web pela controversa ação, o único proveito dessa iniciativa era colhido pelos 13 participantes escolhidos. Em uma defesa por analogia, pode-se equiparar a ideia à velha prática de empregar essas pessoas na venda de jornais nos cruzamentos das grandes avenidas.

De qualquer maneira, não há qualquer indicativo da continuidade dessa prática. Dessa maneira, simpatizando com ela ou tendo profundo asco diante da simples referência, você não verá, tão cedo, um mendigo funcionando como roteador por aí.

Categorias: curiosidades / Tags , .

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>