Publicado em

Samsung_Galaxy_S_III_I9500_2

A Samsung apresentará hoje o Galaxy S III. O lançamento oficial deverá confirmar as especificações de hardware e alguns detalhes sobre o software que equipará um dos melhores smartphones da nova geração de Androids, mas dessa vez, como dizem algumas moças carolas no tuiter “eu escolho esperar”.

Tive o primeiro Galaxy S e agora uso um Galaxy S II. Ambos, aos seus momentos, eram os melhores smartphones disponíveis. Foram comprados pouco após seus respectivos lançamentos e desbancados, logo em seguida, pelo Nexus S e pelo Galaxy Nexus, feitos pela própria Samsung.

Desbancados não por um hardware notadamente superior, mas por modelos que traziam o Android puro, do jeito que sai da Google, que se mostrou sempre a melhor opção. A discrepância entre o sistema original e as derivações produzidas pelos fabricantes passaram a incomodar ainda mais a partir do Ice Cream Sandwich, a primeira versão do Android a oferecer uma interface verdadeiramente bem trabalhada, que dispensa as tais remodelagens.

Quanto ao terceiro Galaxy S, não há dúvida de que será, mais uma vez, uma máquina incrível. Basta unir a próxima geração do Exynos com a tecnologia em telas que põe a Samsung sempre na vanguarda. Temos aí a base de hardware para um excelente smartphone. O ponto aqui é o software.

Quando o SGS II foi lançado, o time de desenvolvimento da Samsung tinha tanta intimidade com o Gingerbread que novas versões do sistema, com Android 2.3.3 até 2.3.7 saiam para o primeiro SGS num ritmo incrível. Ademais, a Touchwiz foi feita com o Gingerbread em mente, o que a tornou uma boa escolha de interface para o sistema, não obstante as críticas recebidas.

A situação atual é distinta. O Ice Cream Sandwich, aparentemente, ainda tira o sono do time de desenvolvedores da coreana. O resultado é um sistema que, até pelo pouco tempo de vida, não se encontra tão maduro, além de receber sobre si uma Touchwiz que não foi feita para ele, que não se integra de maneira harmoniosa com os elementos de interface do novo Android.

A verdade é que nem a Samsung e nem qualquer outra fabricante de smartphones com Android tem realizado um trabalho convincente na parte de software. Há um verdadeiro clamor para que esses fabricantes deem aos usuários, ao menos, a opção de usar ou não suas customizações. Possibilidade que alguns especuladores apontam, pode estar presente no Galaxy S III.

Pelo seu lado, o Galaxy S III, por mais incrível que seja em matéria de hardware, poderá a herdar os mencionados problemas no campo do software. Problemas que, mesmo resolvidos, ainda não nos deixam no plano ideal: nós queremos o Android em sua apresentação original. Não queremos a velha Touchwiz nem uma nova Touchwiz.

Por essas e outras, pessoalmente, optarei por esperar o próximo Nexus. Há quem diga que a produção do aparelho sairá das mãos da Samsung. A HTC parece estar trabalhando forte para se reaproximar da Google e ser encarregada da missão. Fala-se até na LG.

Caso o aparelho não seja fabricado pela Samsung, lamentaremos pela ausência da melhor tela que um smartphone pode ter. As Super AMOLED são imbatíveis, mas nem sempre se pode ter tudo. A melhor saída, no momento, é a escolha pelo sistema original, mesmo que isso implique em fazer pequenas concessões na parte de hardware.

Categorias: Smartphones Android / Tags .

3 respostas a Galaxy S III e o cenário para a próxima geração de Androids

  1. Brenno disse:

    Concordo contigo Ticiano.
    O Samsung tem feito um belíssimo trabalho em popularizar Android e lançar um aparelho realmente bom, com hardware imbatível, mas isso perde para a integração com o sistema.
    Possuo em Nexus S e com suas diversas custom roms (muitas por se tratar de um GooglePhone) o aparelho fica com um desempenho melhor que a maioria dos smartphones tops lançados hoje, mesmo sendo um aprelho singlecore e olha que estavamos falando de um aparelho lançado no final de 2010.

    Hoje não tenho interesse em nenhum aparelho que não esteja sobre a "bandeira" Nexus. Pelas atualizações oficiais, pelo excelente numero e qualidade de custom roms e pelos aplicativos que em grande parte são desenvolvidos tendo ele como base.

  2. T_E_Lawrence disse:

    Vai rolar um update neste post, depois do evento da Samsung?

    A turma está falando bem dele, parece que o foco (do evento, pelo menos) foi software e não hardware. O que uma tremenda novidade para a Samsung!

    ______
    42

    • Pretendo voltar a falar, mas minhas impressões depois do evento apenas pioraram. Pela minha experiência com o Android, não tem como ser otimista com relação ao que foi apresentado. É muita firula, muita feature inútil, estão virando o sistema do avesso. O hardware é realmente interessante, mas aquela parafernália colocada em cima do sistema operacional não me atrai. Muita coisa inútil pra comer recurso, drenar bateria, e aumentar a probabilidade de mau funcionamento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>