Publicado em

Temas de segurança, tais como a discussão sobre a necessidade de usar um antivírus no Android, são frequentemente tratados aqui. Isso porque o assunto ganha mais relevância a cada dia, tendo em vista que, com a popularização do sistema e por ser ele mais aberto, as vulnerabilidades podem sempre surgir e estão surgindo. Segundo relata a McAfee, os ataques a sistemas móveis têm se tornado mais frequentes e, pela primeira vez, o Android tomou a frente do Symbian como sistema mais atacado, conforme relatório publicado pela Reuters.

Segundo a McAfee, um aumento de 76% nos ataques direcionados ao Android foram observados no final do primeiro semestre, o que se deu acompanhando a explosão de popularidade da plataforma. Trata-se de um movimento natural, onde a malandragem vai atrás de onde existem mais vítimas em potencial.

Uma rápida busca no Google por vídeos e antivírus para o Android mostra rapidamente que o sistema tem ganhado bastante, tanto vírus quanto antivírus. No entanto, única brecha de vulnerabilidade que eu considero realmente uma falha grave na gestão do sistema pela Google é a que permite que .APKs infectados possam ser publicados no Android Market.

O raciocínio é bem simples. O sistema tem suas vias legítimas de aquisição de uma vastíssima gama de aplicativos, seja no Android Market, seja na App Store da Amazon. Se o usuário quer se aventurar pelo underground, muitas vezes para fazer uso de pirataria, quando o app original custa dois reais, que o faça por sua conta e risco.

Enfim, não considero que o tema seja motivo de alarde. Quem já leu o artigo anterior com meu posicionamento sobre o uso de antivírus no Android sabe o que penso do assunto e que não leu aproveita para ir lá e entrar nessa discussão.

Com informações: The Next Web

Categorias: Segurança / Tags , , , , , , , .

Uma resposta a Android ultrapassa Symbian como o mais visado para ataques

  1. vou passar um antivirus soh para desencargo de conciencia de depois desinstalar :)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>