snakeoil

O assunto, comentado e duramente criticado aqui há poucos dias, mereceu agora um posicionamento de Chris DiBona, executivo da Google para projetos de código aberto. A questão é que, não obstante esse fenômeno não ter sido visto ou comentado por nenhum dos observadores atentos da plataforma, empresas de antivírus tem pulverizado sites “especializados” em tecnologia com um alarmismo picareta sobre uma recente explosão das ameaças contra a segurança do Android, em forma de supostos e imaginários vírus e malwares de toda a sorte.

Absolutamente ninguém que tenha o costume de acompanhar de perto o que acontece com a plataforma Android viu o explosivo crescimento da presença de malwares apontado recentemente em matérias que tomam por base “estudos” de empresas como a McAfee.

Tenho o costume de ler o que publicam os melhores analistas do Android, assim como colho minhas próprias impressões acompanhando os trabalhos de desenvolvedores em fóruns especializados. Posso dizer: não há qualquer motivo para alarme, a não ser o interesse de propagar o medo e, com isso, incentivar o consumo de antivírus no Android, apps inúteis, em absoluto.

Essa é a minha posição sobre o assunto, defendida aqui há muito tempo de forma até mesmo contundente, tendo em vista que estratégias desonestas me deixam profundamente irritado. Mais irritado e mais contundente foi o DiBona ao se pronunciar sobre o tema na sua conta do Google+:

Empresas de vírus estão jogando com os seus medos para conseguirem vender softwares de proteção para o Android, o Blackberry e o iOS. (…) Tratam-se de charlatões e picaretas. Se você trabalha numa dessas empresas que tentam vender esse tipo de  apps para Android, Blackberry ou iOS, você deveria tomar vergonha na cara.

chrisdibona

Chris segue explicando que, além de não existir, na prática, o aumento das ameaças apontado em tais pesquisas, os sistemas operacionais móveis, por peculiaridades do seu funcionamento intrínseco, em nível de kernel, são menos sucetíveis a esse tipo de ataques do que plataformas como o Windows ou o MacOS.

Alguns malwares que poderiam potencialmente apresentar riscos de segurança para o Android chegaram, em mais de uma ocasião, a aparecer no próprio Android Market, o que, naquele tempo, pode ter dado ensejo a alarmes. As pragas, no entanto, tinham ação bastante específica e não apresentavam maiores riscos a quem não fosse usuário de certa operadora de telefonia móvel na China.

Além dos casos concretos terem praticamente desaparecido de um tempo para cá, nunca foi observada qualquer ameaça maior, que oferecesse risco de proliferação ou de causar danos de forma mais abrangente. O mais intrigante é que, justamente quando tais notícias andam bastante raras, os charlatões resolveram berrar seu discurso safado e encontraram em certos veículos um canal de propaganda gratuita.

Categorias: Segurança / Tags , , .

4 respostas a Alarme sobre crise de insegurança no Android é puro charlatanismo, segundo executivo da Google

  1. Scheldon disse:

    Muito bom o seu texto, pena que outros grandes sites não tem tido essa postura ética.

    • Acho que o problema da maioria dos sites não é nem de ética. Não dá pra imaginar que as empresas estejam jogando grana em tanto site de noticiário tecnológico mundo a fora. O problema é que boa parte do conteúdo produzido no Brasil sobre tecnologia é uma tradução automática do noticiário internacional. É gente escrevendo no piloto automático sem sequer pensar realmente sobre o assunto que tá tratando.
      Quer dizer, se por falta de ética ou mesmo por despreparo, alguém num grande site lá de fora engoliu esse besteirol fornecido pelas empresas de antivírus, automaticamente os daqui engolem junto.
      Que alguém que não tenha nada de especial com o Android ou com mobile engula esse pato aí, vá lá, a gente perdoa. Mas quem tá debruçado sobre a temática e vai nessa onda, passa essa asneira adiante sem opinar, aí é de dar dó.

  2. José Luiz disse:

    Concordo com seu posicionamento, em parte, pois os celulares de hoje são computadores com sistemas que podem ser burlados por gente que não presta, sendo assim, desde que comprei meu smartphone tenho um antivírus só por precaução. Pode ser que agora não seja um risco tão grande, mas com esses computadores de bolso evoluindo e cada vez mais pessoas adquirindo seja um risco no futuro. Temos muitas informações importantes e até pessoais (confidenciais) podendo ser roubadas por pessoas com má intenção. Abraços.

  3. Pingback: Coisas que você deve saber caso o seu Android apresente problemas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>