Publicado em

How-To-Be-an-Android-Power-User

Algumas pessoas têm chegado até o blog após terem buscado no Google por dicas para melhorar o desempenho de sistemas baseados no Android. Apesar de o sistema mobile do Google inspirar o nome do blog e de falarmos um bocado sobre ele aqui, por falha minha, não havia nada aqui diretamente relacionado a esse assunto.

O lado bom de termos atrasado uma postagem nesse sentido é que, hoje, a abordagem para  otimização de desempenho para o Android está bastante amadurecida. Após derrubados alguns mitos, temos um caminho simples a ser seguido e ele consiste, basicamente, em duas dicas, uma indicando o que não fazer, outra indicando o que é recomendável fazer.

Quando o Android surgiu, alguns softwares destinados a monitorar o uso de recursos de hardware deixaram usuários alarmados ao mostrarem a memória RAM dos aparelhos quase que integralmente ocupada. Acostumados com a abordagem dessa questão em outras plataformas, muitos concluíram precipitadamente que essa informação indicava uma ameaça à performance do sistema. Rapidamente, popularizaram-se os “Task Killers”, softwares que tinham como proposta dar um “kill” generalizado nas aplicações rodando naquele momento, liberando um monte de memória RAM e deixando todos mais felizes.

Acontece que o Android não trabalha, como o seu computador, precisando de memória RAM livre. Ele trabalha justamente no sentido de deixar na memória RAM tudo aquilo que é utilizado com mais frequência, ocupando-a plenamente sem que isso represente uma ameaça ao seu desempenho. A situação de funcionamento ideal é aquela em que praticamente tudo o que você está usando ou que possa vir a usar já está carregado na RAM, o que garante agilidade no trânsito entre os diversos aplicativos.

Por isso, o uso de um Task Killer que fique, frequentemente, “matando” tudo o que estiver carregado no Android, não ajuda em nada e, pelo contrário, pode muito bem prejudicar o desempenho do seu aparelho. Muitas vezes esse tipo de software chega dar um “kill” forçado em componentes essenciais do sistema operacional, desestabilizando inteiramente o funcionamento do dispositivo ou, menos mal, provocando demoras para que tudo volte à normalidade e ensejando uso desnecessário de poder de processamento, o que também acelera o consumo da bateria. Outro “inconveniente” possível é ele “killar” o despertador e você perder um compromisso importante. Portanto, não use Task Killers ou use-os apenas se você tiver conhecimento avançado do sistema para “killar” apenas o que você realmente precisa eliminar da memória. A partir do Android 2.2, o sistema nem permite mais que você instale esse tipo de aplicação. Essa é a dica de “o que não fazer”.

Para deixar claro o que você pode e deve fazer vamos a uma breve explicação sobre os fatores que mais frequentemente provocam queda no desempenho do seu Android.

O sistema operacional Android, limpo, sem aplicativos extras instalados, pode funcionar com a sua memória RAM inteiramente ocupada por serviços e aplicações e ele não ficará instável ou perderá desempenho por falta de memória. O que pode, ocasionalmente, prejudicar o desempenho geral do sistema é o mau funcionamento de  um aplicativo ou serviço que, enquanto rodava em segundo plano, se desestabilizou e está elevando, sem motivo real, o uso do processador. Constatei, por exemplo, que versão BETA do Tweetdeck, antes do lançamento oficial, fazia isso frequentemente com o meu sistema.

Se você é um hard user, mantém muitos aplicativos instalados e vários deles rodando o tempo inteiro em segundo plano, o que precisa ser monitorado não é o uso da memória RAM. Você deve estar atento ao nível de utilização do processador. A não ser que você esteja, efetivamente, fazendo uso de uma aplicação muito pesada, nada justifica a CPU do seu dispositivo ir a “full load” o tempo inteiro. Isso acaba com o desempenho do sistema, consome absurdamente a carga da sua bateria e está, muito provavelmente, sendo provocado por algum aplicativo bugado que “enlouqueceu”.

crazy-google-android-300x174

A melhor ferramenta que conheço para lidar com essas situações é o Watchdog Task Manager, que pode ser instalado na versão Lite, que é gratuita, ou na versão completa, que custa $ 3,49. Nunca sequer testei a versão paga, porque a Lite já resolve perfeitamente o problema.

O  que o Watchdog faz é, uma vez instalado e executado, ficar monitorando o seu sistema justamente em busca de aplicações que apresentem sinais de estarem “enlouquecendo”. Não faz sentido, por exemplo, que um serviço de atualização de Notícias, que faz parte do tal MotoBlur da Motorola, vez por outra ache por bem usar o processador inteiro, mas de vez em quando ele faz isso e o rottweiler que é o símbolo do Watchdog aparece aqui avisando. Basta clicar em “kill” que o bicho dá conta do aplicativo enlouquecido de uma mordida só, garantindo que o seu sistema volte à normalidade.

Se você, ainda assim, está incomodado com a quantidade de coisas que o seu sistema carrega, principalmente na iniciação, uma boa pedida é o Autostarts, que permite configurar justamente isso.  Com ele você pode selecionar alguns aplicativos e desabilitar o carregamento deles na iniciação do sistema. Use com cautela, também.

Missão cumprida. Quem chegar até aqui pesquisando por dicas para melhorar o desempenho do Android, já tem acesso às melhores que conheço e que estão disponíveis ao usuário comum, que  não vai se envolver com customização de ROMs ou coisas do tipo. Quem quiser acrescentar as suas, seja bem vindo aos comentários!

Categorias Android.

13 respostas a Melhorando o desempenho geral do Android

  1. Pingback: Tweets that mention Melhorando o desempenho geral do Android « Droider -- Topsy.com

  2. Pingback: Lista de aplicativos e jogos recomendados para Android - Droider - Tecnologia, mobile devices, gadgets em geral, "geeky news".

  3. Ana disse:

    Boa Noite,

    possuo um Sony ericsson xperia x10 mini (android) e tenho problemas com a bateria dele, ela nao dura mais q 1hora isso sem usar nenhum recurso do celular ou seja ele em standby.

    Terias alguma informação sobre isso?

    Desde já agradeço!

  4. turco disse:

    1 hora?????????????????????????????????

    E eu achando que o meu xperia x10 gasta bateria…

    Interessante vc falar sobre isso, pois eu uso direto um task killer, e muitas vezes ele melhora o desempenho do celular, mas a bateria do meu dura 1 dia normalmente, onde moro.

  5. herbert disse:

    meu celular demora de á 6 horas(usando sem pausa)

  6. papamilho disse:

    e dizia eu que comprar barato sai caro…tenho um vodafone 945 (ZTE Blade) e ele com o taskkiller e usando tipo 40/50 sms e 3h de chamada ainda rula…dura me pelo menos 5 dias ganda maquina….esses telemoveis de marcas grandes é só fama e nenhum proveito!! -.-'

  7. Bruno disse:

    Gostei bastante das dicas…achava que os task killers eram o mais indicado por conta da memoria ram, mas agora com o Watchdog Task Manager, acho q monitorar o processador seja uma melhor opcao vou desinstalar os killers e instalar este ai hahahahha boa !

  8. @vitorvidalvv disse:

    Comprei um android faz poucos dias e queria saber como funcionava o sistema dele e o que faz com qaue ele fique rapido ou lento … e gostei mto da sua explicação ….. só dando uma dica do que encontrei …. achei o juycedefender que ajuda mto com baterias ….. ele gerencia mtas aplicações para que seu cel dure um pouco mais …. e mostra quais programas gastam mto a sua bateria e um deles é esse famoso task killer que acaba com a sua bateria alem disso ele ainda mostra uma melhor opção sobre esse msm tpw de programa que gaste menos …..

  9. Willian disse:

    Caras , tem o aplicativo cosmos, que ele optimiza sua bateria, e ainda tem a opçao de dar um "clean" na memoria do seu dispositivo, eliminando todos os arquivos temporarios, que so estao la ocupando espaço!

  10. Bruno disse:

    Tenho o galaxy Y gt5360 e usar task killer realmente deixa ele lento. Escuto música quase o dia inteiro nele e a bateria dura uns 5 dias, mas se usar a internet dele a bateria não passa de 2 dias, os recursos de transmissão de dados sem fio realmente quebra a bateria, mas jogos, videos e musicas não fazem cocegas na bateria.

  11. cristiano disse:

    putss eu tenho um galaxy young , tenho varios aplicativos instalados , avast, bussula , sky maps, telemetro, nivel bolha, transferidor, temas , go launcher , adw, e etccc. depois de instala-los meu aparelho so aquenta cerca de doze horas, ( sera que os aplicativos tem algo haver com isso) alguem tem uma dica ai hemmmm. desde já
    valeuuu!!!!

  12. Mike Lucio disse:

    Prefiro quanto a isso usar o app Clean Cache, que limpa os caches dos programas instalados que estão rodando e fecha aqueles inutilizados no momento…Outra função bastante pertinente ao sistema que não se encontra em outros aplicativos equicomparáveis é o fato de o processo ser feito de maneira automática programada, em que o usuário pode escolher o tempo de atualição por meio do aplicativo. O melhor que encontrei no Google Play, e é o único do gênero que recomendo!

  13. Paulo disse:

    Curti sua esplicação cara.Todos os blogs deveriam ser assim.Valeu mano!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>