Comparativo entre os navegadores para Android: velocidade, recursos, usabilidade

Escolher um navegador para usar como padrão no Android é uma tarefa difícil. Primeiro porque o browser nativo do sistema já se apresenta muito bom. Que o diga o Safari do iPhone, que tomou uma surra dele um dia desses. A questão é saber, entre os navegadores existentes para o Android, qual deles merece ser o escolhido para ficar como padrão no seu sistema.

 

Para ajudar-nos nessa escolha, Kevin Purdy, redator do Lifehacker, realizou um criterioso teste estabelecendo comparações entre o navegador padrão do Android 2.3, o Dolphin HD, o Firefox Mobile, o Opera Mini e o Opera Mobile. Para o comparativo foi usado um Nexus One com o sistema operacional totalmente limpo, com todos os caches limpos e com o navegadores sendo postos nas mesmas situações utilizadas para testar os browsers comuns, que usamos em desktops ou notebooks.

O teste realizado foi muito criterioso. Kevin passou dois dias inteiros debruçado sobre o tema para mensurar desempenho e testar a usabilidade dos diferentes navegadores disponíveis para o Android nas mais variadas situações. Os resultados foram surpreendentes.

Os alternativos podem se revelar mais rápidos do que o navegador original

O resultado a seguir revela o tempo de carregamento do site  do New York Times, onde o menor resultado revela o navegador mais rápido. Nesse teste, vê-se o Opera Mini como o mais rápido entre os browsers comparados, seguido de perto pelo Dolphin HD. O navegador padrão do Android fica com um resultado intermediário, enquanto o Firefox se revela o mais lento da comparação.

É importante salientar que o Opera Mini é um navegador com foco em aparelhos de hardware mais limitado, portanto ele é bastante focado na leveza e não é tão completo em recursos quando concorrentes. Nesse teste em particular, o mais impressionante dos navegadores é mesmo o Dolphin HD, o único dos browsers completos, talvez o mais cheio de recursos, a pontuar muito próximo do pequeno e veloz Opera Mini. O Safari do iPhone tomou uma tremenda surra nesse quesito quando foi comparado ao pequeno Opera.

O teste acima reflete apenas velocidade de carrregamento de páginas da web, mas nos casos em que o navegador precisa processar JavaScript, como se saem os competidores? Aqui o Firefox mostra seu poder de fogo, seguido de perto pelo Opera Mobile enquanto o Dolphin HD fica empatado na retaguarda com o navegador padrão do Android. Na prática, isso significa maior desempenho quando se precisa fazer uso de web apps. Nessas situações o Firefox certamente se sairá melhor. O Opera Mini não conseguiu completar o teste.

Por último, temos abaixo o tempo de carregamento de cada browser tomando em conta um cold start, aquela primeira iniciação logo após o boot do sistema operacional. Mais uma vez, os resultados menores indicam os browsers mais rápidos. Vamos ao comparativo.

Aqui o mais surpreendente é o fato de o Opera Mobile (mais completo) se revelar ainda mais rápido do que o Opera Mini. O vexame evidenciado no resultado do Firefox já era previsto por qualquer um que tenha testado o navegador em seu Android. Estive com ele instalado aqui em algumas ocasiões e, francamente, não pretendo tê-lo novamente.

Disponibilidade de addons e funções de sincronização

Nesse aspecto o autor confirma uma opinião que eu sempre guardei no tocante ao tema analisado: se tudo o que você precisa a carregar páginas digitadas na barra de navegação, o mais indicado é que você fique com o navegador padrão do Android 2.3. Ele tem, em média, um ótimo desempenho, boa compatibilidade com os mais variados conteúdos e é, de longe, o mais estável dos navegadores testados.

Se você usa o Firefox no seu computador, então é possível que a versão do browser para o Android ofereça algumas vantagens. A questão é que as possibilidades de sincronizar os navegadores nas duas plataformas é impressionante e inédita. Tudo o que você salvar, desde favoritos a senhas de acesso, no desktop, estará disponível na versão mobile e vice-versa. Essa é uma vantagem que não pode ser desprezada. Ademais, se você gosta do Firefox no desktop, então é porque você não se importa tanto com o tempo de iniciação mesmo.

Quanto à disponibilidade de addons, a disputa é acirrada entre o Firefox e o Dolphin HD. Ambos possuem uma boa coleção de extensões disponíveis e podem fazer uso do LastPass, que facilita tremendamente a vida quando se tem de lidar com uma infinidades de senhas diferentes para os mais variados tipos de contas de usuário.

 

Concluindo, qual dos navegadores você deverá adotar?

A verdade que os navegadores disponíveis para o Android passaram todos por um impressionante amadurecimento. Assim como o redator do Lifehacker, já fui de testá-los todos, em outras épocas, e acabar voltando para o browser nativo do sistema, mas agora eles realmente se apresentam como alternativas e podem ser vantajosos, dependendo do perfil de cada usuário.

Esses são os principais pontos a serem levados em consideração nessa escolha, segundo o Kevin Purdy, que conduziu a análise:

  • Dolphin HD: possui abas no topo para alternar entre páginas carregadas, em vez de diferentes janelas. A compatibilidade com diferentes sites beira a perfeição, contanto que não sejam sites definitivamente inóspitos para navegadores móveis. Oferece interessantes addons sem sacrificar signiticativamente o desempenho;
  • Firefox Mobile: quase obrigatório para quem usa o Firefox no desktop e muito interessante para quem faz uso frequente de web apps;
  • Opera Mobile: uma boa escolha para quem usa o Opera no desktop e talvez a interface mais bonita apresentada por um browser mobile;
  • Opera Mini: se faz interessante para situações onde se contam com poucos recursos de hardware (por ser mais leve) e pouca velocidade de conexão, uma vez que o modo “turbo” presente no navegador permite comprimir dados on-the-fly, acelerando a navegação nessas situações;
  • Navegador nativo do Android: se nenhum dos atrativos listados acima for decisivo para a sua escolha, esse é o navegador ideal para você por apresentar-se superior nos quesitos compatibilidade e estabilidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>